Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Funcionário do senado diz que R$ 180 mil em carro foi da venda de imóvel

`Dinheiro é da venda de parte de um imóvel` ,diz advogado de defesa.
Motorista foi detido na Bahia com valor escondido sob banco do veículo.

Quase duas semanas depois de ter sido descoberto com R$ 180 mil escondidos debaixo do banco de um carro numa rodovia federal na Bahia, o funcionário do senado revelou nesta quarta-feira (24) que o dinheiro era dele, mas como não conseguiu comprovar a origem, o valor foi apreendido e depositado numa conta da justiça. O inquérito foi concluído pela polícia e remetido ao ministério público para análise.

Por telefone, o advogado Ademar Silva de Vasconcelos, que representa José Martinho, disse que os 180 mil reais seriam resultado da venda de parte de um imóvel que o funcionário do senado teria em Brasília. Ele explicou que parte teria sido paga em dinheiro, que foi escondido encontrado no carro, e o restante em cheque, a ser descontado em 90 dias e que o valor seria usado por seu cliente para comprar uma propriedade no Piauí.

Segundo o advogado, José Martinho demorou quase quinze dias para dar explicações sobre a origem do dinheiro por ser uma pessoa simples e que teria ficado assustada com a repercussão que o assunto teve.

O advogado disse ainda que espera apenas que seja definido o juízo de competência do caso, se estadual ou federal, para apresentar os documentos à justiça de Barreiras, na Bahia, e assim reaver os R$ 180 mil para o cliente.

Os R$ 180 mil foram descobertos pela Polícia Rodoviária Federal, em Barreiras, na Bahia, escondidos debaixo do banco traseiro do carro do funcionário do senado, José Martinho Ferreira de Araújo, que trabalha como motorista no gabinete do senador e candidato ao governo do Piauí, Wellington Dias.

    Fonte: Gp1-Piauí
    Foto: Divulgação
    Edição: Walter F Fontenele
    Postada dia 25/09/2014 às 07:47