Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Ex-rapper é um dos suspeitos de decapitar jornalista dos EUA, diz jornal

Os serviços secretos do Reino Unido identificaram três britânicos jihadistas que teriam participado da decapitação do jornalista norte-americano James Foley. Um deles é um ex-rapper chamado Abdel-Majed Abdel Bary, 23, segundo o jornal britânico ``Daily Mail``.

De acordo com a publicação, Bary é conhecido como ``Jihadi John`` e era considerado uma promessa do rap em Londres. Na cidade, ele se apresentava como ``L Jinny``. O jovem deixou a casa de seus pais no bairro de Maida Vale, no oeste da capital britânica, no ano passado.

O jornal teve acesso a imagens de 2012 de um perfil do Facebook, que já foi removido. Nelas, Bary aparece usando roupas de marcas ocidentais e em outras o jovem veste roupas militares e ostenta armas de combate, como um rifle AR-15 e um fuzil M16.

Em uma de suas publicações, ele faz defesa de grupos islâmicos fundamentalistas. ``Aqueles que se esforçam em defender a liberdade de mulheres indefesas e crianças são estereotipados como extremistas e terroristas``, escreveu.

Acredita-se que os três suspeitos de ter matado Foley, diz o ``Daily Mail``, vivem em Raqqa (Síria). Os outros dois britânicos que fazem parte do grupo são Abu Hassain Al-Britani, 20, e Abu Abdullah Al-Britani, 20. Todos eles são chamados por seus companheiros de ``John``.

O aparente assassinato de Foley, 40, e que foi sequestrado na Síria em novembro de 2012, foi divulgado em um vídeo em fóruns jihadistas pelo grupo Estado Islâmico (EI), no qual é possível ouvir o suposto executor da decapitação do jornalista falar em inglês com sotaque de Londres.

    Fonte: Uol.com
    Foto: Divulgação
    Edição: Walter F. Fontenele / Portalphb
    Postada dia 25/08/2014 às 07:32