Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Caso Neylivia: Uma tragédia anunciada

Na manhã dessa quarta-feira, (23), estive na cidade de Capitão de Campos, distante 200 km de Parnaíba, que foi palco de uma tragédia familiar ocorrida no último domingo, (20), quando o subtenente da Policia Militar Hugo Viana matou, a tiros de pistola .40, sua esposa, Neylivia Oliveira da Costa Viana.

Esse crime abalou a pequena cidade, que ainda mantém costumes bem simples e, onde todos se conhecem, mas o crime, segundo populares, não foi surpresa, pois, havia uma grande rixa entre o subtenente e à família da vítima.

Segundo relatos de alguns moradores, que são bem próximos da família da vítima, existia uma rixa antiga entre o subtenente e toda à família de sua ex-esposa, principalmente com o pai. Segundo ainda alguns populares, o subtenente Hugo Viana já havia jurado de morte o pai da vítima, além de ser uma pessoa descontrolada e que já havia praticado outros crimes pelas cidades por onde passou como militar.

Na ocasião do crime, o subtenente Hugo Viana estava de posse de duas pistolas .40 e um revolver 38, todos municiados. Segundo um popular que não quis se identificar, o crime foi premeditado e, a real intenção do criminoso seria eliminar toda a família da vítima e depois fugir, para isso, ele já estaria inclusive com o carro totalmente abastecido.

Depois de matar sua ex-esposa, o subtenente Hugo Viana chegou a ir ao encalço do pai da vítima para completar a vingança, momento em que apareceram os policiais militares que efetuaram sua prisão.

No momento da prisão ainda houve troca de tiros e, nesse momento o suspeito chegou a balear na perna o sargento Seixas da policia militar. Sem saída, acabou se entregando, mas não sem antes impor condições. Uma delas é que ele não iria algemado por ser subtenente da Policia Militar.

Para piorar ainda mais sua situação, o suspeito intimidou e ameaçou uma irmã da vítima no prédio do IML, chegando inclusive a pedir a arma de um policial que fazia sua escolta para matar a ex-cunhada ali mesmo.


Os familiares agora querem que a justiça seja feita, com os rigores da Lei, e que, esse crime bárbaro, não fique impune como tantos outros que ocorre no Piauí e no Brasil.

    Fonte: Walter F. Fontenele
    Foto: Perfil do Facebook
    Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
    Postada dia 23/04/2014 às 18:09