Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Ministério Público do Piauí alerta casas de shows e bandas sobre músicas que depreciam a mulher

Com a proximidade das festas carnavalescas, a divulgação de músicas com letras de duplo sentido ou que depreciam a imagem da mulher chama a atenção do Ministério Público do Estado do Piauí, que irá disponibilizar aos músicos e proprietários de bares e clube uma série de recomendações.

No intuito de alertar músicos e compositores, o promotor de Justiça Francisco de Jesus Lima, que atua no Núcleo de Promotorias de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar (Nupevid) do Ministério Público Estadual, comentou que o órgão irá recomendar, mais uma vez, a não ridicularização da mulher através das letras de músicas e de suas coreografias.

Atualmente, as mulheres têm a imagem protegida pela Convenção Interamericana Para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência Contra a Mulher, “Convenção De Belém Do Parᔠe pela Lei Maria da Penha, além da própria Constituição Federal.

“Nós trabalhamos com a política de valorização da mulher e pela igualdade de gênero. Quando se trata dessas músicas que ridicularizam a mulher, nós entendemos que a sociedade volta a desvalorizar e presta um desserviço a todos aqueles que buscam uma sociedade sem machismo e sexismo. Então, nós buscamos inibir essa ridicularização coletiva”, comentou o promotor de justiça, Francisco de Jesus Lima.

Além disso, a recomendação será estendida aos proprietários de clubes e casas de shows. “Iremos recomendar aos proprietários que eles evitem permitir a coreografia de músicas com duplo sentido até porque nesses locais temos uma diversidade de público, e nesse público existem crianças”, afirmou o promotor, pedindo que a população, ao observarem qualquer “situação de ridicularização à imagem da mulher, denuncie ao Ministério Público”.

    Fonte: Portal O Dia
    Foto: Divulgação
    Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
    Postada dia 25/01/2014 às 12:01