Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


PF deflagrou hoje em ParnaÁ­ba e outras cidades a "OperaÁ§Á£o gangrena" que investiga desvios de rec

A PolÁ­cia Federal do PiauÁ­ deflagrou nas primeiras horas da manhÁ£ de hoje (21) a OperaÁ§Á£o Gangrena, que investiga a venda superfaturada e irregular de medicamentos pela Secretaria de SaÁºde do Estado.

A JustiÁ§a bloqueou os bens de alguns servidores da Sesapi envolvidos no esquema.

A PF cumpre mandados de prisÁ£o e conduÁ§Á£o coercitiva em Teresina, ParnaÁ­ba e Recife.
Veja nota oficial da PF

"A OperaÁ§Á£o Gangrena visa desarticular quadrilha especializada em desvio de recursos pÁºblicos do SUS, descentralizados para Secretaria de SaÁºde do Estado do PiauÁ­ - SESAPI. A investigaÁ§Á£o revela a aÁ§Á£o 04 (quatro) empresas fornecedoras de medicamentos para Secretaria de SaÁºde do PiauÁ­ - SESAPI, as quais ilicitamente burlaram a licitaÁ§Á£o empreendida atravÁ©s PregÁ£o nº 096/2009, comprometendo a competitividade Á  medida que, a compra de medicamentos se deu por menor preÁ§o por lote ao invÁ©s de menor preÁ§o por item, excluindo assim os laboratÁ³rios fabricantes dos medicamentos. Estas empresas agiram no sentido de superestimar as necessidades dos hospitais; nÁ£o entregaram os medicamentos adquiridos, o que se facilmente se depreende pelos indicativos de uso de notas ficais frias e falta de controles rÁ­gidos no almoxarifado central da SESAPI.

A lucratividade estÁ¡ representada nos quase sete milhÁµes desviados em proveito do grupo investigado, atravÁ©s de atos de corrupÁ§Á£o, envolvendo agentes pÁºblicos vinculados a Central de Controles de LicitaÁ§Áµes - CCEL (SEAD) e Secretaria de SaÁºde do Estado do PiauÁ­ – SESAPI na Á©poca do fato. Os membros da organizaÁ§Á£o criminosa detÁªm grande poder de autonomia e representaÁ§Á£o dentro das especÁ­ficas Á¡reas de atuaÁ§Á£o.

A investigaÁ§Á£o conta com a participaÁ§Á£o de auditores da Controladoria-Geral da UniÁ£o – CGU. EstÁ£o sendo cumpridos 30 mandados de busca e apreensÁ£o, 18 conduÁ§Áµes coercitiva para interrogatÁ³rio, 23 Medidas cautelares diversas da prisÁ£o (suspensÁ£o da funÁ§Á£o pÁºblica (05), suspensÁ£o da atividade econÁ´mica (11), proibiÁ§Á£o de deixar o paÁ­s (07)); bloqueio de contas bancÁ¡rias e arresto de bens.

Os crimes em apuraÁ§Á£o sÁ£o de formaÁ§Á£o de quadrilha, peculato, corrupÁ§Á£o ativa, corrupÁ§Á£o passiva, lavagem de dinheiro, alÁ©m de outros que possam ser caracterizados no decorrer da investigaÁ§Á£o."

Por volta das 6h, cinco policiais federais teriam dado cumprimento a um mandado de busca na casa de Mario Dias, filho do superintendente do Dnit, SebastiÁ£o Ribeiro. A casa fica localizada na rua Miguel Arcoverde, Bairro dos Noivos, zona leste.

Foram levadas pastas, computadores e documentos. Os policiais passaram cerca de uma hora no local.

    Fonte: Cidade Verde
    Foto: Divulgação
    Edição: Walter F. Fontenele /Portalphb
    Postada dia 22/11/2012 às 07:18