Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Priples, Telexfree e BBom sÁ£o apenas uma amostra do problema das supostas pirÁ¢mides

O caos desta segunda-feira (5) no trÁ¢nsito do Recife Á© sÁ³ uma mostra do potencial de problemas sociais dos casos de acusaÁ§Áµes contra supostas pirÁ¢mides financeiras. Os protestos que bloquearam a Avenida Mascarenhas de Morais e pararam a Zona Sul da capital reuniram investidores da Telexfree, BBom e Priples – todas se dizem empresas de marketing multinÁ­vel, mas estÁ£o suspensas pela JustiÁ§a por suspeita de serem pirÁ¢mides. A Avenida Paulista, em SÁ£o Paulo, tambÁ©m recebeu protestos. O movimento ganhou ainda as ruas de Natal (RN). AlÁ©m das trÁªs empresas, hÁ¡ pelo menos outras 30 investigadas e as autoridades alertam: o trabalho de uma forÁ§a-tarefa do MinistÁ©rio PÁºblico e da polÁ­cia em todo o PaÁ­s deve elevar o nÁºmero de aÁ§Áµes e paralisaÁ§Áµes.

O estopim dos protestos de ontem no Recife foi a prisÁ£o do empresÁ¡rio Henrique Maciel Carmo Lima, 26 anos, e sua esposa e sÁ³cia Mirele Pacheco de Freitas, 22, ambos da pernambucana Priples, suspensa por determinaÁ§Á£o da JustiÁ§a estadual. A empresa seria do ramo de marketing digital. De acordo com o delegado Carlos Couto, da PolÁ­cia Civil, no entanto, dos R$ 107 milhÁµes movimentados pela Priples em apenas quatro meses desde o inÁ­cio do negÁ³cio, em abril, 95% vieram de novas adesÁµes. Ou seja, segundo ele, 210 mil investidores colocaram seu dinheiro em uma empresa que nÁ£o vendia nada.

AlÁ©m da Priples, hÁ¡ acusaÁ§Áµes semelhantes contra a Telexfree, suspensa pela JustiÁ§a do Acre apÁ³s alcanÁ§ar quase 1 milhÁ£o de pessoas, a BBom, paralisada em GoiÁ¡s apÁ³s superar os 100 mil cadastros, e a Blackdever, parada em Minas Gerais depois de atrair 50 mil pessoas.

No total, sÁ£o 33 investigadas, todas alvo de alertas de Á³rgÁ£os como MinistÁ©rio PÁºblico, polÁ­cia, MinistÁ©rio da Fazenda, MinistÁ©rio da JustiÁ§a e Procons nÁ£o sÁ³ pela suspeita de crimes contra a economia popular (pirÁ¢mides), mas principalmente pelo alto risco financeiro para os investidores.

    Fonte: JCONLINE
    Foto: Divulgação
    Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
    Postada dia 06/08/2013 às 16:58