Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Alunos promovem clube de luta em banheiro de colÁ©gio de GoiÁ¢ni

Alunos do 2º ano do ensino mÁ©dio que estudam no ColÁ©gio WR, um dos mais tradicionais de GoiÁ¢nia , foram filmados participando de um "clube de lutas" dentro do banheiro masculino da unidade (veja vÁ­deo ao lado). Depois de ver as imagens, a direÁ§Á£o do colÁ©gio decidiu punir os 15 estudantes envolvidos. Seis deles, que jÁ¡ haviam sofrido alguma advertÁªncia na instituiÁ§Á£o, foram expulsos. Os outros nove foram suspensos por trÁªs dias. Um professor de fÁ­sica acabou demitido. Segundo a escola, ele sabia das lutas, mas nÁ£o avisou a direÁ§Á£o.

Os prÁ³prios estudantes nomearam as brigas como UFB, em alusÁ£o ao campeonato de lutas UFC. A letra B significaria "banheiro", onde o fato acontecia. Segundo o diretor da escola, Rubens Ribeiro GuimarÁ£es, popularmente conhecido como RubÁ£o, os combates aconteciam hÁ¡ mais de um ano e sÁ³ foram descobertos porque um aluno ficou sabendo do ocorrido e avisou a coordenaÁ§Á£o.

Os participantes do UFB tinham de obedecer regras. No vÁ­deo Á© possÁ­vel ouvir um aluno dizer "na cabeÁ§a nÁ£o". Um adolescente que nÁ£o aparece nas imagens tambÁ©m pode para o tempo ser respeitado: "JÁ¡ deu 1 minuto".

Durante a briga, um dos adolescentes que assistia pede silÁªncio. Os estudantes nÁ£o podiam fazer barulho ou deixar hematomas para a prÁ¡tica nÁ£o ser descoberta.

"O colÁ©gio tinha que dar um exemplo Á  altura. Eles nÁ£o respeitaram ninguÁ©m, estavam brincando com a saÁºde deles. Se nÁ£o fosse tomada uma posiÁ§Á£o, ia parecer incentivo. Isso Á© uma coisa sÁ©ria. Aconteceu a 20 metros da minha sala. Sempre tem alguÁ©m mais esperto que a gente", afirmou RubÁ£o, conhecido na Á¡rea educacional de GoiÁ¢nia por impor disciplina rÁ­gida aos alunos. O ColÁ©gio WR obteve a melhor nota por escola do Exame Nacional do Ensino MÁ©dio (Enem) realizado 2011.

O diretor afirmou que todos os envolvidos tiveram o direito de se defender e foram ouvidos pelo conselho de classe da instituiÁ§Á£o. Mas ficou definido que todos tiveram uma conduta gravÁ­ssima e, por isso, receberam puniÁ§Á£o.

Sobre a demissÁ£o do professor, o diretor disse que ficou espantado com a atitude dele, de nÁ£o informar Á  direÁ§Á£o o que estava acontecendo. Para RubÁ£o, algum aluno poderia se machucar gravemente ou atÁ© mesmo ficar com sequelas.

"Ele nÁ£o incentivava, apenas sabia. Uma mÁ£e nos falou que o filho dela, um desses que foi punido, comeÁ§ou a lutar e que o professor estava sabendo. Ela disse que como o professor tinha um carisma muito grande com os alunos, achou aquilo normal", explicou.

    Fonte: Globo.com
    Foto: Divulgação
    Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
    Postada dia 19/07/2013 às 12:50