Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


InvestigaÁ§Á£o pÁµe fim ao teatro que abria para ele as portas de presÁ­dios e favelas

Na igreja lotada, ele balanÁ§a seu paletÁ³. Á€ sua frente, uma fileira de fiÁ©is, tÁ£o perfeita que parece previamente organizada. Um milagre vai acontecer, ele quase sugere, modulando um jogo de cena de pausas e exortaÁ§Áµes. “Quando eu passar, todo mundo vai cair!”, grita.


RIO — Ele voa atÁ© o fundo do salÁ£o com a peÁ§a de roupa, que diz ser abenÁ§oada, sobre as dezenas de cabeÁ§as Á  sua frente. Como um dominÁ³, todos caem. As imagens de uma teatralidade pouco crÁ­vel ganharam a internet. Marcos virou o “Pastor Sonic”. A comparaÁ§Á£o com o herÁ³i de videogame dos anos 90 estÁ¡ mais para zombaria do que para fÁ© em seus superpoderes. Mesmo evangÁ©licos acreditavam que os excessos do pastor Marcos eram o prenÁºncio do apocalipse de um lÁ­der espiritual cada vez mais vaidoso e isolado.


Antes de angariar o respeito de polÁ­ticos a chefÁµes do trÁ¡fico — muitos deles se ajoelharam a seus pÁ©s — e de transformar os cultos da Assembleia de Deus dos Ášltimos Dias num circo mÁ­stico, ao abater um endemoniado a “tiros”, um gesto que simula prosaicamente com os dedos, o pastor Marcos lutou contra os seus prÁ³prios demÁ´nios. Quando jovem, vivia em noitadas e prostÁ­bulos. O passado nada cristÁ£o era usado como atestado da conversÁ£o radical. Nos anos 80, um amigo o levou a um culto do pastor Silas Malafaia, no Centro. A histÁ³ria foi contada pelo prÁ³prio pastor a Silas, hÁ¡ poucos anos — “cheguei a dizer a ele que aquele negÁ³cio de mulher com roupa comprida, mangÁ£o, nÁ£o estava na BÁ­blia, era radicalismo dele”. Silas defende que o pastor Marcos pague pelos crimes, “se” os cometeu:


— Se ele estuprou mulheres, pau nele. Mas desconhecer o trabalho que ele fez com presidiÁ¡rios Á© molecagem. Esse cara, por muito tempo, colocou a mÁ£o onde ninguÁ©m queria colocar: no esgoto.


Apesar de ter o seu reduto em SÁ£o JoÁ£o de Meriti, na Baixada, o pastor Marcos ficou conhecido em todo o paÁ­s por ter negociado o fim de mais de 30 rebeliÁµes. Em 2004, o entÁ£o secretÁ¡rio de SeguranÁ§a, Anthony Garotinho, o chamou para agir num motim em Benfica. Trinta pessoas foram executadas. Apesar das mortes, ele saiu com a reputaÁ§Á£o de ter evitado um banho de sangue ainda maior. A Áºnica voz dissonante era a da entÁ£o deputada Denise Frossard que, num duro relatÁ³rio, afirmou que, antes de ele chegar, a polÁ­cia jÁ¡ tinha conseguido a rendiÁ§Á£o dos amotinados. No mesmo ano, vazou um vÁ­deo em que o traficante Derico de Acari era visto ao lado do pastor em um culto. Outros dois traficantes foram encontrados na fazenda da igreja, em TinguÁ¡. O pastor foi proibido de entrar em presÁ­dios. AtÁ© entÁ£o, ele frequentava quase todas as cadeias do estado, onde chegava em carros de luxo, sempre de terno e relÁ³gio Rolex, para sessÁµes de exorcismo de presos. A amizade com JosÁ© JÁºnior, que o havia aproximado de um pÁºblico formador de opiniÁ£o, acabou no ano passado, quando o lÁ­der do AfroReggae o acusou de ser a maior mente criminosa do Rio e estar por trÁ¡s de ataques do trÁ¡fico em 2006 e 2010.


FamÁ­lia de oito irmÁ£os, casado hÁ¡ 31 anos com Ana Madureira — que tambÁ©m o teria denunciado por estupro e voltado atrÁ¡s — e pai de dois filhos, o pastor Marcos, que jÁ¡ frequentou centros de umbanda, tornou-se um missionÁ¡rio tÁ£o convincente que fez o francÁªs Henri Bueno lhe doar um imÁ³vel na Av. AtlÁ¢ntica, onde aconteceriam orgias. Henri, que tem uma fÁ¡brica em Bonsucesso, conta que fez a doaÁ§Á£o porque foi curado de uma asma. Ao ser perguntado se tambÁ©m foi submetido a exorcismos tÁ£o intensos que atiram fiÁ©is ao chÁ£o, Henri, que deve depor novamente, apenas respondeu:


— NÁ£o caio fÁ¡cil. Sou francÁªs.

    Fonte: O Globo
    Foto: Divulgação
    Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
    Postada dia 10/05/2013 às 11:06