Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Empresa de consÁ³rcios aplica calote em centenas de clientes no PiauÁ­

A empresa de consÁ³rcios “EletroMais” pode ter dado um calote inÁ©dito em centenas de pessoas de Picos e regiÁ£o. Desde o final da Áºltima semana, quando a fraude foi descoberta, mais de mil pessoas jÁ¡ procuraram a Delegacia Regional da PolÁ­cia Civil para registrar boletins de ocorrÁªncia contra a empresa.

O sonho de ter um transporte prÁ³prio se transformou em um pesadelo quando clientes contemplados em sorteio passaram a nÁ£o receber os bens estimados em contrato. Em alguns casos, o gerente da empresa propunha um prazo de atÁ© 60 dias para entrega de motos aos consorciados. Aos poucos, os prazos passaram a nÁ£o ser cumpridos.

A empresa tambÁ©m prometia entregar o veÁ­culo quitado tÁ£o logo o cliente fosse sorteado. A novidade atraiu inicialmente centenas de picoenses e arrebatou clientes em toda a regiÁ£o.

A dona de casa Edilene Rodrigues, vÁ­tima do calote, registrou boletim de ocorrÁªncia nesta quarta-feira (24). Ela afirma que a promessa de ter uma moto pagando pouco era o diferencial da “EletroMais”. “Tinha muita gente que jÁ¡ tinha recebido [a moto], inclusive uma pessoa da minha famÁ­lia, que foi contemplada com duas parcelas e jÁ¡ recebeu a moto paga”.

A dona de casa que teve um prejuÁ­zo de mais de mil reais desabafa: “Eu me senti uma palhaÁ§a. VocÁª nunca imagina que vai acontecer com vocÁª, vocÁª sÁ³ imagina que vai acontecer com outros”.

Revolta

Outra vÁ­tima Á© o mototaxista picoense Vasco Alves. “O sentimento Á© de revolta e tristeza. A gente batalha o dia-a-dia, Á s vezes tira o dinheiro de outras coisas pra nunca atrasar uma parcela, e no final acontece uma coisa dessas”, lamenta.

Vasco chegou a pagar 47 parcelas de R$ 209, seu plano previa uma moto Honda 150 FAN. O prejuÁ­zo calculado pelo mototaxista Á© de quase R$ 10 mil.

O comerciante Josinaldo Almeida ainda chegou a ser alertado por um funcionÁ¡rio que dizia que aquilo – a compra premiada – ainda iria dar problema, mas acabou ignorando os alertas e teve um prejuÁ­zo de mais de R$ 8 mil. “Cheguei ao ponto de conversar com o gerente e falei que iria quitar a moto. Ele falou que mesmo que eu quitasse, sÁ³ receberia [o veÁ­culo] apÁ³s 60 dias. Depois disso comecei a ficar desconfiado”, conta.

O comerciante ficou sabendo do golpe da empresa em outros clientes atravÁ©s dos alertas espalhados no facebook. “Eu espero que a polÁ­cia faÁ§a o trabalho dela e investigue porque isso Á© um calote de grande proporÁ§Á£o, tÁªm muitos pais de famÁ­lia lesado, e espero que o MinistÁ©rio PÁºblico faÁ§a o mesmo que fez com o ‘Casal Styllos’”.

Josinaldo ainda relata que em BertolÁ­nia hÁ¡ pessoas na mesma situaÁ§Á£o, vÁ­timas da compra premiada.

Para a dona de casa Edilene Rodrigues, o golpe trÁ¡s uma Áºnica liÁ§Á£o: “VocÁª nunca deve trocar o certo pelo duvidoso, e Á© isso o que eu vou fazer daqui pra frente”.

InvestigaÁ§Á£o

Nossa equipe procurou o delegado regional da PolÁ­cia Civil em Picos, Gilberto Franklin, que preferiu nÁ£o prestar qualquer esclarecimento sobre o caso. O inquÁ©rito que investiga o golpe estÁ¡ sendo conduzido pelo delegado do 1º DP de Picos, Divanilson Sena, que nÁ£o foi encontrado.

A empresa

A empresa estÁ¡ com suas sedes em Picos fechadas desde que os casos de consorciados sorteados que nÁ£o recebiam as motos comeÁ§aram a se multiplicar. Os proprietÁ¡rios estÁ£o desaparecidos.

A Eletromais atua hÁ¡ anos no PiauÁ­ e tem lojas espalhadas pela cidade de Picos, Arraial, Marcos Parente, BertolÁ­cia, Amarante, Guadalupe

e Floriano. As duas lojas de Picos – localizadas na Avenida PiauÁ­, bairro Junco, e Avenida Deputado SÁ¡ Urtiga, bairro Bomba, esta Áºltima inaugurada em outubro de 2011 – estÁ£o com os portÁµes fechados.

AlÁ©m de motos, a “Eletromais” tambÁ©m oferecia materiais de construÁ§Á£o e eletrodomÁ©sticos.

    Fonte: Noticias de Floriano
    Foto: Divulgação
    Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
    Postada dia 27/04/2013 às 18:48