Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Pedra do Sal e suas obras interminaveis

18 km separam Parnaíba da Pedra do Sal, única praia do Município de Parnaíba. A praia da Pedra do Sal, carinhosamente conhecida por Pedral, já foi cantada em prosas e versos, sendo considerada a mais bela praia do Piauí e uma das mais belas do Nordeste brasileiro. Mesmo com toda essa notoriedade, a Pedra do Sal há anos é palco de obras intermináveis, tendo como protagonista o Governador do Estado, Wellington Dias (PT) e como coadjuvantes a sua trupe de secretários.

PI 116

A duplicação da rodovia PI 116, que liga Parnaíba a Pedra do Sal, era um sonho antigo dos piauienses, mas, pouco a pouco, esse sonho foi se transformando em pesadelo e motivo de preocupação para quem necessita transitar todos os dias por aquela rodovia.

Em meados de 2014, no Governo do então Governador Antônio José de Moraes Souza Filho (Zé Filho) a duplicação da PI 116 foi finalmente licitada e iniciada. De lá pra cá muitos meses já se passaram e o Governo do Estado ainda não tem uma data prevista para sua conclusão. Nesse ínterim, muitos acidentes fatais já foram registrados, seja pela falta de sinalização ou pela irresponsabilidade do Poder Público Estadual, na pessoa do Governador, Wellington Dias.

Diante da demora na conclusão da duplicação já é possível ver trechos em adiantado estado de deterioração, mesmo antes de sua inauguração, o que vai acarretar mais aditivos e mais recursos públicos para os eventuais remendos.

Orla da Pedra do Sal

No mês de setembro do ano de 2016, o então prefeito Florentino Neto (PT) deu entrevista à imprensa local valorizando e enaltecendo o Governador Wellington Dias, o Deputado Federal Flávio Nogueira e seu filho, Flávio Nogueira Junior, que à época comandava a Secretaria de Turismo do Estado do Piauí (SETUR). ``Dialogamos com o povo da Pedra do Sal, com os órgãos ambientais e com todos que atuam naquela região o projeto para requalificação urbana da Orla da praia da Pedra do Sal. Nós entregamos esse projeto para a Secretaria de Turismo e o Deputado Flávio Nogueira conseguiu colocar uma emenda parlamentar em torno de R$ 4,5 milhões, ficando a contrapartida, algo em torno de R$ 5 milhões, por conta do Governo do Estado. A Secretaria de Turismo, capitaneada pelo Secretário, Flavio Nogueira Junior assinou com a Caixa Econômica Federal o contrato de repasse que prevê a obra de urbanização da Orla da Pedra do Sal``, pontou Florentino.

Nesta sexta-feira (14), estivemos mais uma vez na praia da Pedra do Sal para verificar in loco como andam os serviços da tão falada e sonhada urbanização da Orla da Pedra do Sal, prometida pelo então prefeito Florentino Neto e pelo Governador do Estado, Wellington Dias, em 2016. Nessa nossa visita conversamos com alguns poucos operários, pra ser mais preciso 6 (seis), que estavam trabalhando na obra da Orla da Pedra do Sal. Nenhum deles soube dar mais detalhes da obra, muito menos em que ano será concluída, mas pelo o que podemos ver pelas fotos, o povo piauiense ainda precisará esperar muitos e muitos meses para poder usufruir dessa lenda urbana em que se transformou a urbanização da Orla da Pedra do Sal.

Ponte Simplício Dias da Silva

A Ponte Simplício Dias da Silva foi inaugurada no Governo do saudoso, Alberto Tavares Silva, em 1975. De lá pra cá, a Ponte não passou por nenhuma obra de manutenção e/ou revitalização. Alguns populares imputam o fato dela nunca ter caído ao saudoso Alberto Silva, que têm a reputação de ter sido sempre muito criterioso e cuidadoso com suas obras. A ponte passou despercebida por anos, sendo necessários que alguns acidentes destruíssem ainda mais o que o tempo já vinha destruindo para que o Governo do Estado autorizasse o inicio da reforma da Ponte.

No mês de outubro de 2017, finalmente o Governo do Estado resolveu autorizar o inicio da reforma da Ponte Simplício Dias da Silva, reforma essa prevista para terminar em aproximadamente 8 (oito) meses, a um custo total de R$ 4.8 milhões. A previsão de conclusão já estourou em quase 6 (seis) meses. Nestes 14 (quatorze) meses a empresa contratada ainda não conseguiu concluir nem um dos lados da ponte, o que deixa a população apreensiva e desesperançosa, devido as constantes paralisações nos serviços por conta de problemas financeiros entre Governo do Estado e a empreiteira.

No mês de julho do corrente ano moradores, cansados de tantas paralisações na obra de reforma da Ponte, resolveram fazer uma manifestação, paralisando o trânsito nos dois sentidos por 1 (uma) hora. Diante da pressão popular, Governo e empreiteira se acertaram e a obra da reforma da Ponte continuou, mesmo que em marcha lenta.

Essas três obras são importantes e impactantes para alavancar o turismo da região e deveria ser encarada com mais seriedade pelo Governador do Estado. O Governador não é bem quisto pelo litoral, isso é certo, mas quando ele assumiu o Governo ele assumiu o compromisso de atender as demandas de todo o Estado e não apenas das regiões onde ele é agraciado por mimos e gracejos.




Fonte: Walter Fontenele
Foto: Walter Fontenele
Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
Postada dia 14/09/2018 às 15:07