Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


"France Football" diz que Qatar comprou a Copa de 2022 e implica Ricardo Teixeira

A revista France Football publicou nesta terÁ§a-feira uma reportagem que diz que o Qatar pagou para conseguir sediar a Copa do Mundo de 2022.

A publicaÁ§Á£o francesa, que tem parceria com a Fifa na premiaÁ§Á£o de melhor do mundo, implica ainda altos dirigentes do futebol mundial, como Ricardo Teixeira (entÁ£o presidente da CBF), o paraguaio NicolÁ¡s Leoz (presidente da Conmebol), o francÁªs Michel Platini (presidente da Uefa) e atÁ© o ex-presidente da FranÁ§a, Nicolas Sarkozy.

A ediÁ§Á£o conta com uma reportagem de 20 pÁ¡ginas com o tÁ­tulo de "Qatargate", e aponta tambÁ©m uma possÁ­vel influÁªncia do presidente do Barcelona, Sandro Rosell.

Segundo a "France Footbal", o Qatar pagou "enormes quantidades de dinheiro" para comprar os votos necessÁ¡rios do ComitÁª Executivo da Fifa para conseguir organizar o Mundial de 2022. Na eleiÁ§Á£o, dia 2 de dezembro de 2010, o paÁ­s asiÁ¡tico ficou com 14 votos contra 8 dos Estados Unidos. AustrÁ¡lia, Coreia do Sul e JapÁ£o tambÁ©m tentaram.

No centro da armaÁ§Á£o, ainda conforme a revista francesa, estÁ¡ o ex-presidente da ComissÁ£o AsiÁ¡tica de Futebol, Mohamed bin Hamman, que foi afastado da Fifa por suspeitas de corrupÁ§Á£o.

Leoz entra na histÁ³ria por ter recebido o emir qatariano Hamad bin Khalifa al Thani (presidente da federaÁ§Á£o de futebol do seu paÁ­s), para firmar acordos bilaterais justamente depois da eleiÁ§Á£o.

Julio Grondona (presidente da FederaÁ§Á£o Argentina de Futebol), diz a revista, estÁ¡ sendo investigado por relaÁ§Áµes comerciais com o Qatar, entre eles o fato de a Argentina ter enfrentado o Brasil, em Doha, dias antes da votaÁ§Á£o. O Qatar pagou US$ 7 milhÁµes (equivalente hoje a R$ 14 milhÁµes) para realizar esta partida, aponta a publicaÁ§Á£o.

Ricardo Teixeira, que passou a morar na FlÁ³rida desde que renunciou ao cargo de presidente da CBF em marÁ§o de 2012, entrou na histÁ³ria por conta do amistoso e tambÁ©m, ainda segundo a "France Football", por receber dinheiro proveniente do Golfo PÁ©rsico.

Rosell, presidente do BarÁ§a, Á© relacionado porque a sua equipe tem um acordo com a FundaÁ§Á£o Qatar e que no ano que vem mudarÁ¡ para a Qatar Airways.

A "France Football" diz ainda que o ex-presidente da FranÁ§a, Nicolas Sarkozy, teve um encontro com o prÁ­ncipe Tami bin Hamad al-Thani e com Michel Platini, presidente da Uefa, que acabou mudando o seu voto depois da reuniÁ£o.

    Fonte: Folha de S.Paulo
    Foto: Divulgação
    Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
    Postada dia 29/01/2013 às 15:07