Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Profissionais da educação em Parnaíba são tratados como lixo.

Posto abaixo na, íntegra, o desabafo dos profissionais do setor da educação. Há meses que eu noticio sempre as mesmas reivindicações, mas nada muda na pendenga entre o Gestor e os profissionais, que não querem mordomias, somente o básico, porém, nem mesmo uma simples reunião eles conseguem realizar com o Prefeito Florentino Neto Veras (PT).

``E o que isso muda mesmo a vida do servidor público municipal que está com salário defasado, aposentados da educação aguardando retroativo de 2015, professor efetivo a espera inesgotável de reajuste do Piso Salarial que a Prefeitura arrisca não pagar com o argumento de não existir fluxo de caixa, servidores sem PCCS efetivado embora a Lei determine o cumprimento do mesmo desde 2012, profissionais sem MPI, servidores efetivos sem o reajuste anual do salário mínimo, quebra de acordo de gratificação por parte da Prefeitura, celetistas com salários atrasados, desafetação dos prédios escolares, escolas públicas municipais sendo fechadas, outras sem a menor segurança ou sem refeitório para as crianças merendarem, ou pátio coberto que possibilite um recreio descente, ou com ausência de vigias que promovam a segurança das crianças e funcionários. etc? Diga nobre vereador? Diga também o que foi feito com as denúncias e as provas levadas pelos servidores da educação a Câmara dos Vereadores? Por favor! A prioridade do cidadão trabalhador é o sustento familiar, isto vem antes de qualquer coisa. Ter acesso a festa de clube privado, está longe de ser sinônimo da realidade que vivemos. E talvez retrate, a realidade de uma minoria. E os aspectos citados acima, são apenas pequenas fatias da desordem. E não entendam esse desabafo como apoio a oposição que temos no vergonhoso cenário político de nossa cidade, infelizmente Parnaíba não tem um terceiro campo que nos possibilite uma escolha benéfica para o trabalhador. Os candidatos a prefeitura que temos rezam a mesma cartilha. E prova disso é quando o atual prefeito se nega a receber servidores que por direito, podem e devem exigir explicações sobre o que está sendo feito com os direitos salarias que estão sendo violados. Seguindo assim os mesmos passos de antigos concorrentes políticos. Obviamente, os ataques vindo do gabinete são previamente aprovados por um legislativo que segundo pesquisas é inoperante em sua maioria. O servidor efetivo consciente , não está nada satisfeito. Talvez, estejam satisfeitos a maioria dos comissionados( mas isso é de fácil compreensão). A verdade absoluta e incontestável é: o trabalhador é desrespeitado pelo partido que ironicamente desde a sigla o diz defender. Uma decepção!!!!!``

Fonte: Redação
Foto: Divulgação
Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
Postada dia 25/07/2016 às 22:30