Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Minirreforma Eleitoral democratiza Campanhas Eleitorais

Há alguns anos, muito antes de toda essa balburdia de corrupção que estamos vivenciando, viam-se muitas pessoas esclarecidas discutindo a forma de fazer campanha política no Brasil que, em 90% dos casos, sempre privilegiavam os candidatos que tinham ``bala na agulha`` para fazer o possível e impossível para se eleger, e quase sempre se elegiam e reelegiam.

Sei que, assim como eu, muitas pessoas sonhavam com o dia em que as campanhas eleitorais iriam privilegiar mais a capacidade do candidato do que o Poder econômico. Ainda não chegamos lá, infelizmente, mas a minirreforma eleitoral de 2.015 trouxe mudanças significativas no quesito, financiamento privado de campanha. Já é um começo, devo concordar.

O financiamento privado de campanha sempre foi um dos principais vilões que afastava muitas pessoas com capacidade e de bom caráter da vida pública, simplesmente por falta de condições financeiras de enfrentar campanhas eleitorais regadas a muita compra de votos, dentre outras mazelas.

Muitas outras Leis deveriam ser criadas e/ou modificadas para que o processo eleitoral fosse mais democrático com relação às oportunidades dos candidatos. É bom frisar que as condições socioeconômicas do candidato não o credencia, por si só, para ser um representante da população, mas infelizmente, uma grande parcela dos eleitores brasileiros ainda não leva a sério a política e as campanhas eleitorais, principalmente, as para o cargo de Vereador. Nesse caso especifico exemplos não nos faltam de pessoas, dos mais variados níveis socioeconômicos, que foram eleitos e, alguns reeleitos, e a sociedade, que eles deveriam representar, sempre fica em segundo plano.

``Eleição é igual casamento, é tentando que um dia acertamos.`` Essa é uma frase popular que já circula nas redes sociais. Se ela tiver algum teor de verdade teremos, em outubro de 2016, mais uma tentativa para acertamos na escolha. Mas, não nos esqueçamos. Tão importante como acertar na escolha é fiscalizar bem de perto os nossos representantes em todas as escalas da administração pública.

Façamos a nossa parte.

Fonte: Walter Fontenele
Foto: Divulgação
Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
Postada dia 29/06/2016 às 15:01