Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Reflexões sobre a Lagoa do Portinho Parte II

Como conta a lenda (Macyrajara, uma linda jovem de olhos amendoados e cabelos longos), que uma trágica história de amor entre os filhos de duas tribos inimigas conta a origem desse belo cenário natural e turístico piauiense, a lagoa do portinho. Cercada por dunas que se movimentam com a ação dos ventos, local paradisíaco, quando alguém se depara com suas belezas naturais.

Os atrativos mais procurados por turistas e viajantes era o passeio de banana boat que proporcionava uma viagem refrescante pelas águas cristalinas da lagoa através de um bote inflável em formato de banana, puxado por uma lancha. O momento mais esperado era o término do passeio, quando por meio de uma manobra radical, todos os ocupantes da banana eram lançados nas águas da lagoa do portinho.

Mas com o passar dos anos, desde a última chuvarada boa que se deu no ano de 2009, especificamente em maio do ano citado, de lá pra cá até os dias atuais, o nosso cartão postal considerado como uma das mais belas paisagens naturais do litoral piauiense começou a sofrer com a estiagem e, com os fortes ventos começou o processo de soterramento do canal existente que ligava o oceano Atlântico ao rio portinho até chegar à lagoa do portinho e também com as construções de barragens feitas em leitos de afluentes impedindo a descida de água (proibido por lei) que foi pouca durante esses anos.

Tudo isso contribuiu para que nossa lagoa ``agonizasse de sede`` e isso, mexeu com muitos moradores daquela região, com o turismo, com a subsistência de pescadores artesanais e com os comerciantes, todos sendo prejudicados.

Em 2015, fizeram uma movimentação acerca da problemática da lagoa com os órgãos responsáveis e, não saiu do papel, ou seja, nada foi resolvido, alegando que iam fazer análises e estudos para a resolução da seca. Os dias foram se passando e a nossa lagoa cada vez mais agonizante.

Ai foi então, tivemos a iniciativa de alguns parnaibanos, que arregaçaram as mangas e por conta disso, foram bastante Criticados pela ação nas esquinas de Parnaíba, que esse grupo não tinha competência e nem planejamento de estudo e que iam dar ``um tiro no pé`` para abrir o canal existente, somente soterrado. O canal era um dos principais abastecedores de água para aquela lagoa nas marés altas dos meses. Muitos que faziam parte do grupo, também chegaram até a duvidar sobre isso, dando exemplos de lagoas que estavam secas em estados vizinhos. Mas teve os acreditavam que ia dar certo e DEU.

Chegaram até mesmo a fazer um bingo beneficente e, felizmente à sociedade parnaibana acreditou e ajudou bingo esse que a arrecadação seria toda revertida para pagar os trabalhadores que desobstruíram o canal. Uma empresa de turismo que ajudou a lagoa patrocinando o prêmio foi a RASTRO ECOTURISMO que abraçou a causa e acreditou.

E hoje a lagoa sai de sua total agonia de sede e começa a respirar pela quantidade de água que recebe desse canal, esperar agora outras marés altas. Parabéns àqueles que acreditaram que realmente vestiram a camisa, foram criticados, foram considerados incompetentes por alguns, foram insultados pela mídia parnaibana e piauiense, mas mostraram seus atos de cidadania. Parabéns a sociedade parnaibana que acreditou nesse feito e parabéns em especial ao Dr. Tibério que tanto brigou e insistiu com sua garra. A lagoa do portinho agradece a colaboração de todos que lhe ajudaram.

Fonte: Cristiano Bezerra, formado em ciências biológicas
Foto: Walter F Fontenele
Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
Postada dia 14/04/2016 às 13:54