Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


A novela da Lagoa do Portinho. Cenas dos próximos capítulos

A Lagoa do Portinho é um dos mais belos pontos turísticos da cidade de Parnaíba.
Ela é uma divisa natural dos municípios de Parnaíba e Luís Correia.


Por muitos anos, a Lagoa do Portinho, em Parnaíba, foi um dos maiores atrativos para turistas de toda parte do mundo que buscam no litoral do Piauí um pouco de paz e tranquilidade durante suas férias e feriados prolongados. A falta de chuvas regulares nos últimos 4 (quatro) anos fizeram de um dos mais belos cartões postais do Piauí, um cenário desolador de lama, morte e podridão.


Iniciativa Privada

Com a certeza de que, nem Prefeitura nem Governo do estado, iriam arregaçar as mangas para salvar a Lago do Portinho, um grupo de empresário iniciou um projeto para reabertura de um canal ligando o Rio Portinho até a Lagoa, passando pelo povoado do Portinho, num esforço para tentar abastecer, com as duas marés diárias, o espelho d´água da Lagoa, recuperando assim o nível de água perdida pela evaporação e pelas infiltrações.

Sem uma ajuda dos poderes, Municipal e Estadual, esse grupo de pessoas conseguiu, junto a Secretária do Meio Ambiente - SEMAR, uma autorização legal para iniciar a primeira etapa do projeto do canal que liga o Rio Portinho, que passa por debaixo da ponte de Luís Correia, ao povoado Portinho. Essa etapa foi concluída com muito esforço e gastos financeiros, sempre contando com a ajuda de muitas outras pessoas e empresários. Para realização dessa primeira etapa do projeto foi utilizada uma retroescavadeira da empresa, SN Ambiental, para realizar a reabertura do canal. A primeira etapa foi concluída com sucesso e, as duas marés diárias do mar, junto com a água do Rio Portinho, já estão chegando com muita abundância no povoado Portinho.


Segunda Etapa

Os problemas e às polêmicas tiveram inicio quando o grupo, ``SOS LAGOA DO PORTINHO``, iniciou a segunda etapa do projeto, que seria reabrir o canal do povoado Portinho até a Lagoa do Portinho. Nessa etapa o coordenador da Secretária do Meio Ambiente, Rarisson Albuquerque, resolveu aparecer no projeto de forma decisiva e desastrosa, quando, segundo ele, houve o embargo e, que a segunda etapa do projeto não poderia continuar, sob pena dele, Rarisson Albuquerque, usar de força policial para impedir e apreender os equipamentos que estivessem sendo utilizados no projeto.

O imbróglio se espalhou pelas redes sociais e imprensa do Piauí como um rastilho de pólvora. Logo muitas declarações estapafúrdias do coordenador da SEMAR, Rarisson Albuquerque, soariam estranhas para todas às pessoas envolvidas no projeto, inclusive eu mesmo, que tive oportunidade de passar uma tarde inteira com ele no povoado Portinho, quando da realização da primeira etapa do projeto. Nesse período ele ajudou, chegando a dá algumas explicações técnicas sobre um estudo que ele havia realizado na região. Pensávamos nós que tivéssemos, na pessoa do coordenador, um amigo e parceiro na luta para salvar a Lagoa do Portinho. Ledo engano.

Depois de muitos falatórios e idas e vindas a Secretária do Meio Ambiente, ficou resolvido que não havia embargo algum, legalmente falando, e que todas as declarações do coordenador em Parnaíba não era o pensamento do Secretário, Moura Fé, de Teresina.

Tudo parecia então resolvido. Foi protocolado novo pedido de autorização para que a segunda etapa do projeto fosse iniciada. O Secretário Moura Fé autorizou a retomada da obra, mas com uma ressalva, que não seria permitido o uso de retroescavadeira em cima das dunas sob risco de prejudicar o meio ambiente. Nova polêmica se formou. Algumas pessoas, estranhas ao projeto, aplaudiram o Secretário, Moura Fé, mas a grande maioria das pessoas envolvidas no projeto tem uma visão clara quanto ao uso de retroescavadeira em cima de dunas, segundo essas pessoas, o meio ambiente, em nenhum momento, corre o risco de ser prejudicado. De qualquer forma, os empreendedores não se deram por vencidos e o intuito é reabrir o canal, nem que seja na mão, com uso de enxadas, picaretas... ``O mais importante nesse momento é salvar a nossa Lagoa``, declarou um dos empreendedores.

O que ficou evidente para à população de Parnaíba é que existem muitas pessoas em nossa cidade que ainda preferem viver no passado e no atraso desenvolvimentista, pois, muitos deles, estão torcendo contra esse projeto, inclusive utilizando-se de todos os recursos que possuem para embargar a obra.

Portanto, a certeza dos idealizadores do projeto é que, com ajuda generosa das pessoas e com uma boa dose de chuvas, essa reabertura do canal possa dá uma nova sobrevida para nossa Lagoa do Portinho.

Confira a galeria completa das fotos




Fonte: Walter F. Fontenele / Portalphb
Foto: Walter F Fontenele
Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
Postada dia 26/03/2016 às 12:20