Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Por falta de recursos financeiro não teremos o espetáculo: ``Um Homem Chamado Jesus``

Desde 2011 que eu faço a cobertura do espetáculo, ``Um Homem Chamado Jesus``, realizado pelas ASCAP (Associação sociocultural amigos Perseverantes de Parnaíba).

Esse espetáculo teatral já é tradicional na sexta-feira da paixão, trazendo pessoas de várias localidades vizinhas especialmente para assistir e se emocionar com essa que é a história mais antiga e mais famosa da humanidade, a paixão de Cristo.

Nessa sexta-feira da paixão (25), Parnaíba e o público cristão, infelizmente, não poderão assistir ao espetáculo, ``Um Homem Chamado Jesus``, espetáculo teatral que já faz parte do calendário de eventos religiosos de Parnaíba. Questões administrativas e financeiras entre a ASCAP e a Prefeitura Municipal de Parnaíba inviabilizaram a produção e a apresentação da peça teatral.

A Prefeitura Municipal de Parnaíba veiculou uma nota de esclarecimento a imprensa onde afirma que os repasses não foram realizados - uma parte deles - por falta de prestação de contas e por ingerência da ASCAP. Abaixo um trecho da explicação da nota de esclarecimento da Secretária da Gestão da Prefeitura de Parnaíba:

``De acordo com documentos oficiais fornecidos pela Controladoria Geral do Município, foi detectada a existência de cheques descontados sem correspondentes documentos de despesas que os justifiquem, bem como a emissão de cheques que apresentam divergência na prestação de contas.

``Dois pontos precisam ser observados, primeiro que a ASCAP em 2015 recebeu da Prefeitura de Parnaíba o valor devido de R$ 69.992,36 (sessenta e nove mil, novecentos e noventa e dois reais e trinta e seis centavos) referente à primeira parcela do Projeto Paixão de Cristo, porém, por algum equívoco contábil, após um ano ainda não conseguiu corrigir a prestação de contas, e comprovar em conformidade com a lei a aplicação do recurso, o que tem inviabilizado o recebimento da segunda parcela no valor restante de R$ 29.997,71 (vinte nove mil novecentos e noventa e sete reais e setenta e um centavos). É uma condição pra liberação da segunda parcela a aprovação da primeira, como consta no edital``.

``Em segundo ponto, o produtor geral do espetáculo, que também é Conselheiro de Cultura, Juarez Fontenele, sempre manteve tratativas conosco para o apoio em 2016, com sinalização positiva, dentro dos limites e possibilidades básicas de apoio logístico que o órgão sempre ofertou em outros anos e em outras gestões, conscientizado de que o pagamento de atores nacionais e financiamento de estrutura igual ao contemplado no Edital R. Petit, não seria possível.`` (Secretária de Gestão da prefeitura Municipal de Parnaíba)``.


Nessa última quarta-feira (23), fui convidado pelos dirigentes da ASCAP (Associação sociocultural amigos Perseverantes de Parnaíba) a prestigiar um evento de apresentação do DVD com as gravações do espetáculo de 2015. Na ocasião tive a oportunidade de levantar mais detalhes e ouvir a versão apresentada pela ASCAP.

As informações relatadas, tanto pela Prefeitura Municipal de Parnaíba quanto pela ASCAP, são similares, com pequenos detalhes que, segundo os dirigentes da ASCAP, teriam inviabilizado a produção e a apresentação do espetáculo de 2016.

O produtor geral do espetáculo, Juarez Fontenele, nos relatou a novela que foi às muitas tratativas entre a ASCAP e a Prefeitura Municipal de Parnaíba para acertar os detalhes da realização do espetáculo. Relatou ainda as várias e várias solicitações e o tempo transcorrido entre a entrega dos documentos solicitados pela Prefeitura e sua posterior aprovação. Segundo, Juarez Fontenele sempre que a ASCAP enviava os documentos solicitados vinha como resposta que faltava outros documentos. Vale ressaltar que isso é muito comum no Setor Público brasileiro devido à ``burrocrácia``. Essas tratativas se arrastaram por meses até que foram paralisadas por não haver mais tempo hábil para realização do evento.

Já no apagar das luzes e, depois de muitas tentativas de audiência com o Prefeito de Parnaíba, Florentino Neto (PT), finalmente os dirigentes da ASCAP conseguiram uma audiência com o gestor, audiência essa que nem chegou a acontecer, pois o processo já estava na mesa e nas mãos do chefe de gabinete do prefeito com um ``X`` riscado na capa. Esse foi o tiro de misericórdia para o final triste dessa novela.

Fonte: Walter F. Fontenele / Portalphb
Foto: Walter F Fontenele
Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
Postada dia 24/03/2016 às 19:15