Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Fiscalizar o legislativo, essa é a Lei

Ninguém em sã consciência pode abrir a boca para falar que Parnaíba não se desenvolveu nos últimos 20 anos, pois isso é inegável.

É lógico que esse índice não é satisfatório se ele for comparado com o índice de desenvolvimento de outras cidades do mesmo porte de Parnaíba, como por exemplo, Sobral, no vizinho estado do Ceará.

Seria preciso que os parnaibanos tivessem mais contato com a política da cidade, principalmente, com relação ao Legislativo Municipal, que é o Poder mais próximo da população.

Talvez o parnaibano não saiba, mas, poderíamos ter um desenvolvimento maior em muitos setores básicos, se todos fiscalizem mais de perto os vereadores, os representantes do povo. Um exemplo desse atravancamento no desenvolvimento é o serviço de Transporte Público Municipal que, ano após ano, vem trazendo prejuízos e transtornos para às pessoas que precisam do serviço.

É sabido por muitas pessoas que existe um grupo de empresários instalado dentro do Legislativo, por intermédio de uns poucos vereadores. Esses vereadores ganham um ótimo salário do povo parnaibano, não para nos representar, mas pra representar interesses escusos desses empresários. Sem essa interferência, com certeza, o Transporte Público de Parnaíba estaria num estágio de desenvolvimento bem mais próximo da realidade do município.

Em todos esses anos a única melhoria significativa que aconteceu nos Transporte Público do município foi às substituições de algumas ``sucatas ambulantes`` por outros veículos usados, mas em melhor estado de conservação.

O serviço de Transporte Público é apenas um exemplo, porém, não é o único onde a mão cerceadora de alguns vereadores trabalha em função de empresas privadas e/ou pessoas abastadas da cidade.


Lagoa do Portinho

A Lagoa do Portinho, um dos nossos mais belos pontos turísticos, estar em estado terminal, quase morta. A escassez de chuva na região, logicamente, foi decisiva para montar o atual panorama em que ela se encontra. Mas, não foi o único motivo.

Uma audiência pública foi realizada na Câmara Municipal de Parnaíba para discutir o assunto e apontar as causas e as possíveis soluções para eliminação do problema. Nessa audiência foi formado um grupo de estudos e de trabalho para investigar e, ao final das investigações, elaborar um laudo conclusivo sobre o problema. Um dos responsáveis por esse laudo técnico foi o professor e pós-doutorado em Meio Ambiente, Valdecir Galvão, da Universidade Federal do Piauí. Para o professor, Valdecir Galvão, as construções de barragens em propriedades privadas para criação de peixes e de camarão foram decisivas para que a Lagoa chegasse a um nível tão baixo de água. ``Nós temos o fator chuva, estamos com uma média baixa de chuvas, mas, se não existissem essas barragens a lagoa não teria secado``.

Na busca por informações para usarmos nessa batalha, nossa reportagem acabou descobrindo, meio sem querer, que existem duas pessoas que não veem com bons olhos todo esse esforço da sociedade civil e do MPE. Coincidência ou não, essas duas pessoas são: um ex-vereador e um vereador com mandato, na verdade, com muitos mandatos, mais precisamente 5 (cinco). E as coincidências não param por ai, pois, esse mesmo vereador de 5 (cinco) mandatos, está envolvido nos dois casos citados nessa reportagem: Transporte Público e Lagoa do Portinho.

Nessa segunda-feira (07), eu e um grupo de pessoas de Parnaíba marcamos uma audiência pública com o promotor, Dr. Cristiano Peixoto que atualmente estar à frente do Ministério Público estadual para que ele nos atualize do que já feito depois da elaboração do laudo técnico. Ele nos antecipou que é necessário fazer mais 4 (quatro) vistorias técnicas, uma em cada propriedade rural, para que tenhamos certeza que as barragens são as responsáveis pela sequidão da Lagoa. Se for constatada a culpa, o MPE entrará com uma ação civil pública para responsabilizar os proprietários.

Fonte: Walter F. Fontenele / Portalphb
Foto: Walter F Fontenele
Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
Postada dia 07/03/2016 às 18:02