Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Beleza não põe mesa

Entender a cabeça do eleitor sempre foi um dos principais desafios dos políticos e da ciência política. Pesquisas de opinião pública mostram que existe uma lógica que orienta cada eleitor na hora do voto.

Mesmo o eleitor não sendo mais tão facilmente manipulado, como acontecia no passado, ainda é possível encontrarmos discrepâncias incríveis quando se fala de eleição:

``Não votei no meu filho porque eu sabia que ele não iria ganhar``;
``Votei nele porque ele é bonitão, mesmo tendo algumas amigas que falaram que ele é bonitão, mas ordinário``.

Dois exemplos simples, mas que ocorre mais do que imaginamos. No segundo exemplo, pasmem, a beleza foi à qualificação para a eleitora votar e eleger o candidato. Nada contra quem assim pensa. O voto é um direito democrático e intransferível, mas como diziam os antigos: ``beleza não põe mesa``.

O ideal seria que o eleitor votasse em candidatos que tenham capacidade de Legislar em seu favor, isso também não impede que um, ``bonitão``, além de belo, tenha essa capacidade. Por isso mesmo essa necessidade de conhecer o candidato para melhor avaliar à pessoa que conduzirá os nossos destinos por 4 (quatro) anos.

Fonte: Walter F. Fontenele / Portalphb
Foto: Divulgação
Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
Postada dia 23/02/2016 às 12:22