Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Envolvido no esquema dos R$180 mil tem cargo na secretaria de Governo

Foi publicado na última edição do Diário Oficial a nomeação de José Martinho Ferreira de Araújo para exercer o cargo de assistente de serviços da secretaria estadual de Governo. O novo servidor do Estado é primo do governador Wellington Dias (PT) e foi detido após ser flagrado transportando R$ 180 mil durante uma viagem entre Brasília e Teresina em plena campanha eleitoral de 2014, que elegeu o petista no primeiro turno. O suposto esquema de corrupção eleitoral está sendo investigando pelo Ministério Público Eleitoral.

Matéria publicada ontem no site da revista Veja noticiou que o procurador da República, Kelston Lages, empreendeu ação de investigação judicial para pedir a quebra do sigilo telefônico de José Martinho. O pedido será analisado pelo desembargador Joaquim Santana, corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí. A intenção do Ministério Público Eleitoral é ter acesso a todas as informações de contatos efetuados pelo primo de Wellington Dias durante o mês de setembro, quando houve o flagrante, e conhecer a origem do dinheiro, que o Ministério Público suspeita ser caixa dois.

``Os fatos descritos, consistentes na apreensão de 180.000 reais em veículo de propriedade do Sr. José Martinho Ferreira de Araújo, denotam abuso do poder econômico mediante a movimentação ilícita de recursos para financiar o esquema de captação ilícita de sufrágio revelado nas apurações``, defende o procurado Kelson Lages.

Quando aconteceu o flagrante, Martinho trabalhava como motorista no gabinete do então senador Wellington Dias. Na época, o atual chefe do executivo estadual negou as acusações do Ministério Publico Eleitoral e afirmou que o funcionário, inclusive, estava de férias quando houve a apreensão.

Segundo o secretário estadual de Governo, Merlong Solano. Ele declarou que José Martinho continua desenvolvendo a função de motorista, mas agora na Superintendência de Representação do Governo do Piauí, em Brasília. ``Não há nenhuma relação entre o senador e o processo a que José Martinho está respondendo, já que o mesmo estava de férias. O governador não tinha sequer conhecimento da viagem, de modo que o governo está absolutamente tranquilo em relação ao assunto``, disse Merlong.

Fonte: Portalodia.com
Foto: Divulgação
Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
Postada dia 30/01/2015 às 17:01