Portalphb - Portal de Notícias de Parnaíba,Piauí,Brasil


Suspeito de estelionato é preso ao deixar banco com R$ 90 mil na capital

Um homem suspeito de praticar crimes de estelionato foi preso nesta quinta-feira (4) ao sair de banco privado com R$ 90 mil dentro de uma sacola no centro de Teresina. Segundo a polícia, após ligar para uma empresa de informática do estado do Rio Grande do Sul e conseguir dados bancários ele fez a transferência do valor para conta de uma empresa fantasma.

Segundo o assistente de investigação Antonias Lopes, na quarta-feira (3) a polícia do Piauí recebeu uma denúncia da empresa que por telefone registrou a ocorrência. ``Ele ligou para a proprietária se passando por um atendente do banco, pegou os dados da vítima e fez uma transferência para a conta da empresa de fachada. Quando a vítima registrou o boletim de ocorrência nós conseguimos saber com o banco o destino do dinheiro``, explicou.

Ainda segundo o assistente de investigação, uma das empresas fantasmas administradas pelo suspeito era uma de construção e para não levantar suspeitas junto aos funcionários do banco, o homem fez um recibo alegando que o valor seria referente à construção de uma piscina.


``O endereço da empresa constava como sendo na Morada do Sol e nós fomos até o local para averiguar. No local há apenas uma residência sem nenhum envolvimento``, disse.

O agente policial disse ainda que ao sacar o dinheiro no banco, o homem apresentou documentos falsos. ``Quando ele foi fazer o saque apresentou identidade falsa. Depois da prisão, a polícia conseguiu levantar o verdadeiro nome do suspeito e descobrimos que o homem é acusado de outros quatro crimes de estelionato e um homicídio no ano de 2001 na cidade de Altos``, disse o policial.

O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Teresina e o delegado responsável pelas investigações já entrou em contato com o banco para fazer um levantamento na conta da empresa fantasma a fim de verificar outras possíveis transações. Através disso, a polícia pretende chegar a outras vítimas do estelionatário. A suspeitas de que outras pessoas façam parte do esquema.

``A suspeita é que possa ser uma quadrilha, tendo em vista que o tipo de crime passou a ser comum no Piauí e, além disso, também estávamos investigando outros casos com o mesmo perfil. A partir de agora vamos investigar quantas e quais empresas fantasmas eles abriram para praticar os golpes``, disse.

A polícia acredita que o suspeito tenha usado outras contas bancárias para aplicar os golpes. O valor de R$ 90 mil foi recuperado e será devolvido para a secretária da empresa no Rio Grande do Sul.

Fonte: G1- Piauí
Foto: Catarina Costa / G1
Edição: Walter F. Fontenele/PortalPhb
Postada dia 04/12/2014 às 19:00